Siga-nos




Noticias

Tuyz fala da adaptação da DRX e composição na Ascent

Jogador também falou do carinho dos torcedores

A LOUD bateu a DRX por 3 a 2 em uma semifinal bastante acirrada. Com a vitória, a equipe vai disputar a final do VCT LOCK//IN 2023 neste sábado (04). Na transmissão oficial da Riot Games Brasil, Arthur “tuyz” Vieira falou sobre a preparação do time para esse jogo, o empate na série e mais.

Em 2022, pela TBK, tuyz jogou o Last Chance Qualifier América do Sul, que também foi no Ginásio do Ibirapuera e contou com a torcida brasileira. O jogador comentou que dessa vez, com um número maior de torcedores e o clima de uma semifinal mudou a atmosfera.

“Eu tive a experiência ano passado, mas é muito louco, esse clima é muito ‘dahora’. Você mata um cara ali, uma eliminação decisiva e fica ‘pum pum pum’, tudo tremendo e é muito top. Queria agradecer a torcida que sempre está nos apoiando e torcendo.”

A LOUD abriu um 2 a 0 na semifinal que foi uma MD3. A equipe brasileira venceu a Pearl e Icebox, mas a DRX não se deu por vencida e conseguiu se recuperar no jogo. Sobre o quase comeback, tuyz afirmou que o time mudou de postura.

“Eu acho que teve muito da adaptação deles porque eu senti que eles estavam passivos nos outros mapas e depois muito pra frente, os caras começaram a se impor no jogo. A gente teve essa dificuldade principalmente na Split, senti que tivemos um pouco de dificuldade no ataque, mas na Ascent mudamos a mentalidade, fomos pra cima e deu certo.”

Colin Young-Wolff/Riot Games

O jogador também falou brevemente sobre a preparação da LOUD para esse duelo e como foi o estudo em cima da DRX. Apesar de terem assistido os jogos, a equipe sul-coreana trouxe mudanças impactantes para o duelo.

“A gente analisou eles bastante e pegamos alguns erros deles, mas teve muito deles mudarem a composição também, na Fracture, botaram a Neon, não tinha Raze, muita execução, batida, é difícil de ligar com eles. A Fracture deles é muito boa. Acho que tivemos uma boa preparação sim, mas os caras mudaram, então deu uma anulada”.

O mapa decisivo foi Ascent, que foi o principal mapa da LOUD no ano passado com a antiga formação. Contudo, a equipe trouxe uma composição totalmente diferente com Jett, Skye, Killjoy, Omen e Viper. Sobre essa mudança, tuyz comentou que já tinham testado isso antes.

“O Matias tem umas ideias malucas, mas sempre muito bem pensado, então a gente testou, testamos principalmente na Europa, deu bastante certo e estamos nos dando bem com ela.”

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo do VALORANT? Então, siga o VALORANT Zone nas redes sociais: TwitterFacebook Instagram.

Anúncio

Veja mais