Siga-nos

Especial

xand fala sobre derrota para Sentinels e explica pause: “Me acusaram de usar glitch”

Xand falou em entrevista ao VALORANT Zone sobre o longo pause que esfriou o mapa decisivo entre FURIA e Sentinels.

A FURIA jogou de igual para igual com a Sentinels e deixou claro que não veio ao VALORANT Champions de brincadeira. No confronto disputado nesta quinta-feira (2), o pause técnico entre o penúltimo e o último round da Haven foi o que mais chamou a atenção depois de 16 minutos de paralisação para resolver um problema, até então, desconhecido.

Em entrevista ao VALORANT Zone após o jogo, Alexandre “xand” Zizi, um dos principais jogadores do elenco, revelou que o confronto ficou paralisado depois dele ter, supostamente, utilizado um glitch na C da Haven, último e decisivo mapa da série entre os dois. Segundo ele, os organizadores demoraram esse tempo todo para falar do erro que ele teria cometido, mesmo destacando que sequer sabia do glitch.

“Demoraram 15 minutos para vir até mim e aflar que eu usei um glitch na caixa do C da Haven. Usei isso a minha vida inteira e nunca vi ninguém falando que era glitch. Se está no documento deles, o errado sou eu, mas eu não concordei com a forma como aconteceu. Eu nem sabia o que tinha acontecido. Falei: “O PC dos caras deu problema ou alguma coisa aconteceu para ele ir ao banheiro”. Na hora eu tomei um susto. Nem sabia que tinha glitch de Jett nesse mapa”.

Enquanto o público via uma FURIA aguerrida e cheia de vontade de vencer, sequer pode imaginar o que acontece nos bastidores de uma partida. Isso porque a acusação de que ele teria usado um glitch não foi a única coisa que ajudou a tirar o foco e concentração do jogador durante a série contra a Sentinels. Isso porque ele revelou que problemas externos com o próprio equipamento também se fizeram presentes no confronto.

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo do VALORANT? Então, siga o VALORANT Zone nas redes sociais: TwitterFacebook e Instagram.

“Meu mousepad acabou estragando e eu tive que jogar com ele zoado. Também tive um problema de áudio, tendo que trocar o fone de ouvido para o segundo jogo. Sem desculpas, mas eu estava jogando totalmente desconfortável”, destacou o experiente jogador que já conta com passagens por outros grandes torneios tanto de VALORANT quanto do Counter-Strike: Global Offensive.

EM BUSCA DO TÍTULO

Se parte da comunidade imaginava que a FURIA de xand não conseguiria fazer frente à Sentinels de Tyson “TenZ” Ngo, o quinteto mostrou que não viajou até Berlim, na Alemanha, apenas a passeio. Consciente de todo o potencial que ele e os companheiros possuem, ele destaca que todos do cenário sabem a qualidade que eles trouxeram e que vão em busca do título.

“A gente veio provando, ao longo do tempo, que somos um grande time. Todos os times sabem disso. Independentemente se eles (Sentinels) foram bem ou mal no último, eles ganharam o primeiro. Tem, provavelmente, o melhor jogador do mundo. A gente sabe que o TenZ é o cara que mais impacta o jogo. Estou muito feliz por ter provado, mais uma vez, que a gente está aqui para tentar ser campeão”.

Experiente, ele vê a FURIA com total capacidade de avançar aos playoffs e sabe que é nesta altura da competição que a Riot Games vai trazer ainda mais coisa para o torneio, que faz com que ele sinta uma atmosfera incrível. “Sinto que ainda estamos no início e que vai ser muito maior. A gente conhece a Riot. O sentimento é incrível. Já viajei para vários lugares do mundo, mas sempre parece que é a primeira vez, ainda mais quando é feito nessa qualidade”.

Gamers Club
Parceira OFICIAL da RIOT GAMES no Brasil e tem como objetivo fomentar o cenário competitivo de VALORANT, com campeonatos e guias para você ter a melhor experiência.
Conheça a Gamers Club

Veja mais

Anúncio