Siga-nos

Especial

“Experiência que tivemos em 2021, que fomos pro mundial, foi o conhecimentos que mantemos aqui”, comenta Carlão sobre base da FURIA

Maverick falou sobre estreia e primeiro presencial de jogadores do time

No último jogo do domingo (22), foi a estreia da Stars Horizon contra a FURIA na 2ª etapa do VALORANT Challengers Brasil 2022 (VCB). A FURIA não teve mudanças para esta etapa, trouxe Rinaldo “ableJ” Junior no início do ano. Apesar do atleta ainda estar em uma fase de mudança do CS:GO para o VALORANT, mostrou uma evolução. Carlão falou das vantagens que as panteras tem por ser uma equipe que não teve alterações.

“A vantagem de ter um time há bastante tempo (juntos) é que a gente consegue aprender as coisas entre nós e esse conhecimento fica entre a gente, não temos que ensinar a novas pessoas ou quem for entrar. Essa experiência que tivemos no ano passado, que fomos pro mundial e ficamos bastante tempo na Europa foi o conhecimentos que mantemos aqui. Conseguimos usar ele nesse time e não perde um pouco de tempo para ter que ampliar o conhecimento pra outros jogadores que entram, que é um processo mais delicado.”

O treinador ainda ressaltou a resiliência do time após perder para a LOUD na estreia da 2ª etapa. Carlão reafirmou que aquela FURIA não representa o time que será nessa edição. “Todo mundo aqui teve ciência de que o jogo que apresentamos na semana passada não foi o jogo que somos nós, a gente está em um nível bom e todo mundo teve a noção que foi um jogo atípico, o que facilita no trabalho de entrar nessa semana e ser a FURIA totalmente consolidada.”

Bruno Alvares/Riot Games

Maverick lembra problemas as vésperas da estreia

No caso da Stars, a equipe que comprou a vaga da INGAMING no VCB estreou com derrota para a FURIA. No meio de maio, poucos dias antes da estreia, o time comunicou a saída de Bruno “BRNWOWZK1″ Miranda e a entrada de Arthur “artzin” Araújo. Henrique “maverick” Tozatto falou como foram os treinos da equipe, mas que ocorreram problemas.

“A gente teve alguns problemas durante o período de treinos desde que eu cheguei na GH, foi um negócio meio complicado pra gente, mas não é desculpa, a gente conseguiu treinar nossos mapas, só não conseguimos mais impor o nosso jogo. No geral os treinos foram bons, conseguimos fazer bastante coisa em pouco tempo.”

Além de ter sido a estreia, foi a primeira vez que a SH jogou em lan com o quinteto juntos. Comentado sobre, maverick citou a experiência que tem em LAN desde o início do VALORANT em 2020.

“O quinteto em si tem três jogadores que já haviam jogado em LAN, eu já joguei praticamente todas as LAN que teve no VALORANT, só não joguei as que teve no VCT agora, pra mim já é normal, eu achei que ficaria mais nervoso, mas não senti praticamente nenhum nervosismo no stage. Eu acho que pra gente foi uma experiência nova, porque temos dois jogadores que nunca atuaram em LAN, que é o Pedro “pdr” e Arthur “artzin“, mas não acho que influenciou tanto, acho que eles levaram bem a experiência.”

Bruno Alvares/Riot Games

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo do VALORANT? Então, siga o VALORANT Zone nas redes sociais: TwitterFacebook e Instagram.

Gamers Club
Parceira OFICIAL da RIOT GAMES no Brasil e tem como objetivo fomentar o cenário competitivo de VALORANT, com campeonatos e guias para você ter a melhor experiência.
Conheça a Gamers Club

Veja mais

Anúncio