Siga-nos

Noticias

Ex-jogador da Elevate acusa fyg de cheat em competições na América do Norte

A polêmica vem agitando as redes sociais

Reprodução / VALORANT

Ex-jogador da Elevate acusa fyg de cheat em competições na América do Norte

Uma grave acusação vem circulando no cenário norte-americano de VALORANT. Erik “KP” Lytle, ex-jogador da Elevate denunciou Maximillian “fyg” Chalitsios através das redes sociais. O suspeito atua pela Wichita Wolves.

De acordo com ele, Fyg teria usado cheat durante a 30ª edição da Sunday Showdown. As jogadas são da final contra Mamba Mode Gaming.

O vídeo mostra algumas situações em que o tempo de reação de Fyg é sobre-humano. Pelos cálculos de KP, seu tempo de reação seria em torno de 50 ms. Isso o coloca bem acima de outros jogadores profissionais em termos de tempo de reação, se for verdade.

Além disso, KP mostrou um scoreboard de uma partida entre ambas as equipes oito dias antes. Fyg na ocasião ficou com um frag de 7/17. Em seguida, KP também postou links de conta Faceit e conta Steam com cinco banimentos que supostamente pertencem a Fygure.

REPERCUSSÃO

A publicação gerou grande engajamento da comunidade americana. Outros jogadores como Alexander “LeX” Deily e Keven “PLAYER1” Champagne também entraram na conversa.

Para o ex-jogador de Call of Duty, as denuncias não insuficientes. Já o jogador da Gen.G concordou com a publicação.

Opinião impopular: Não acho que haja nenhuma evidência significativa aqui. A maior parte dessa filmagem é cortada para fazer com que pareça mais duvidoso do que realmente é. Se você vai fornecer à comunidade um vídeo de hackusação, isso está acontecendo da maneira errada.

“Fazendo um grande trabalho para o cenário T2, respeito.”

O CEO da Wichita Wolves também participou da discussão. Dylan Reese, afirmou que não aceita esse tipo de atitude em sua organização e abrirá um processo de investigação.

Nem é preciso dizer que não toleramos trapaças de qualquer tipo. Tivemos alegações de trapaça no passado e investigamos seriamente cada uma delas, sem provas. E conseguimos a liberação de um funcionário da Riot. No entanto, levamos cada alegação a sério e iniciaremos uma investigação o mais rápido possível.

RESPOSTA

Aparentemente Fyg não levou muito a sério a acusação. O próprio jogador compartilhou a publicação em seu perfil e adicionou “50 ms gamer” à sua biografia no Twitter.

Em entrevista ao Run It Back, ele informou que já já conversou com um funcionário da Riot sobre as acusações. De acordo com a publicação o colaborador afirmou que “se Fygure estivesse trapaceando, ele já seria banido.” O jogador também esclareceu que as contas apresentadas pelo KP são de seu irmão e não dele.

Outro ponto foi apresentado por Anderson “Nanners” Lutkehus, companheiro de Fyg na Wichita Wolves. O jogador afirmou que o primeiro clip apresentado pelo acusador está incompleto. De acordo com ele, Fyg sabia da posição do adversário graças a Ultimate do Cypher.

Gamers Club
Parceira OFICIAL da RIOT GAMES no Brasil e tem como objetivo fomentar o cenário competitivo de VALORANT, com campeonatos e guias para você ter a melhor experiência.
Conheça a Gamers Club
Anúncio
Anúncio

Veja mais

Anúncio

Mais em Noticias