Siga-nos
Carlão

Especial

Carlão lamenta saída com “gostinho de quero mais”, mas se diz orgulhoso da FURIA: “Sei que vamos ser muito mais do que já somos”

O treinador comentou também sobre o que deu errado no confronto contra a Gamelanders na semifinal do VMB

Divulgação/FURIA

Carlão lamenta saída com “gostinho de quero mais”, mas se diz orgulhoso da FURIA: “Sei que vamos ser muito mais do que já somos”

FURIA e Gamelanders protagonizaram uma grande semifinal do VALORANT Masters Brasil (VMB) no último sábado (20), mas que acabou com vitória da GL por 2 a 1. Em entrevista pós-jogo, Carlos “Carlão” Mohn falou sobre o jogo e fez um balanço dessa primeira parte da temporada.

+ Atuações: mwzera faz partida histórica e leva a Gamelanders para final
+ fznnn não vê Gamelanders contra FURIA como final antecipada: “A diferença é que a gente e eles têm uma fanbase”

Após conseguir um grande comeback no primeiro mapa (Split) e sair na frente na série MD3, a FURIA não conseguiu segurar o ritmo agressivo de jogo da GL e sucumbiu nos mapas seguintes.

Não sei se a experiência (da GL) fez diferença, mas eles tomaram melhores decisões. Aproveitaram a brecha que nós demos. Voltamos agressivos nos próximos dois mapas, mas pecamos em algumas coisas e deixamos o jogo escapar. Tivemos oportunidade de voltar para o jogo, mas não deu.

De acordo com o treinador, a equipe não se abalou ao perder o segundo mapa (Haven), onde a FURIA quase conseguiu virar a partida. “Lá (Icebox), a gente errou mais do que sentiu o baque do mapa passado. Foi muito mais erros nossos em determinadas decisões dentro do jogo, do que pressão“.

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo do VALORANT? Então, siga o VALORANT Zone nas redes sociais: TwitterFacebook e Instagram.

Por fim, Carlão fez um balanço positivo desses três meses de FURIA no VALORANT, destacando o quanto os jogadores estão se doando para alcançar os objetivos.

Tenho muito orgulho do time que conseguimos montar e acho que fizemos um campeonato muito bom, saímos com gostinho de quero mais, mas o que a gente fez foi incrível. Tenho muito orgulho dos meninos e sei que vamos ser muito mais do que já somos.”

OUTROS TÓPICOS DA ENTREVISTA

  • qck duelista ou suporte?

Isso é uma coisa muito boa, porque ele tem esse leque de opções de ser mais versátil. Dependendo do time que formos jogar, nós podemos escolher se colocamos um duelista nas mãos dele ou suporte e vai conseguir desempenhar do mesmo jeito. Isso cria opções mais amplas para nós.

  • Pouco tempo de descanso

Eu acho muito ruim (pouco tempo até a seletiva do Chllangers 2), porque atleta tem um desgaste físico e mental muito grande. Ter um período de tempo de um campeonato para o outro é muito bom, porque descansa e faz ter um tempo para refletirmos algumas coisas.

Teria que ter um pouco mais de tempo, mas entendo que deve ter muitas coisas acima disso para eles optarem por um calendário tão enxuto. Temos que treinar e melhorar, mas prefiro um tempo maior de descanso, porque sei a rotina desgastante que temos.

Gamers Club
Parceira OFICIAL da RIOT GAMES no Brasil e tem como objetivo fomentar o cenário competitivo de VALORANT, com campeonatos e guias para você ter a melhor experiência.
Conheça a Gamers Club
Anúncio

Veja mais

Anúncio

Mais em Especial