Siga-nos

Noticias

Campeão latino, KRU fecha lista de participantes do Masters da Islândia; veja os classificados

Confira as equipes que lutarão pelo título do primeiro campeonato internacional de VALORANT

Com a classificação da argentina KRU nesta quarta-feira (12), a última a conquistar a vaga para o VALORANT Masters Reykjavik, todos os 10 participantes da competição estão definidos. Ao todo, foram sete regiões, sendo três delas regiões majors – Brasil, EMEA e América do Norte – que classificam duas equipes cada, e outras quatro – Coreia, Japão, Sudeste Asiático e América Latina – com cada uma classificando apenas uma equipe.

Brasil – A surpreendente Sharks e o domínio da Vikings

Classificando duas equipes, a região do Brasil teve uma emocionante e surpreendente disputa pelas duas vagas disponíveis para o Masters. A atual campeã da edição brasileira do VALORANT Masters, Team Vikings, fez uma campanha impecável e garantiu, além da vaga, o título do Challengers Finals de forma invicta, perdendo apenas um mapa na final, contra a vice-campeã Sharks.

Foto: Rodrico Coca/Vikings

Além da campeã, a surpresa da competição foi a classificação da Sharks. Eliminando equipes consideradas favoritas como Gamelanders e FURIA, os tubarões garantiram a ida para a Islândia com uma campanha de encher os olhos. Coincidentemente perdeu apenas para a Team Vikings, em duas ocasiões: na semi-final winner e na grande final geral, por 2 a 0 e 3 a 1, respectivamente.

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo do VALORANT? Então, siga o VALORANT Zone nas redes sociais: TwitterFacebook e Instagram.

América do Norte – A hegemônica Sentinels e a nova Version1

A favorita e tradicional Sentinels, atual campeã do VALORANT Masters da região, conseguiu de forma tranquila a classificação para o Masters da Islândia. Considerada por muitos a melhor equipe de VALORANT da América do Norte e uma das favoritas ao título do Masters, a Sentinels vem massacrando seus adversários desde o início deste ano, a equipe venceu todos os títulos que disputou do VALORANT Champions Tour.

Sentinels MASTERS
Reprodução/Twitter/Sentinels

A outra classificada da região foi a “novata” version1. A equipe foi fundada em fevereiro deste ano, quanto contratou os jogadores que atuavam com a tag de NeverDone, formada por ex-jogadores de CS:GO que migraram para o VALORANT. Apesar de perder na final por 3 a 0, a equipe se classificou após derrotar grandes equipes do cenário NA como Cloud9 Blue, Envyy, NRG e AndBox.

A competitiva EMEA

Considerada por muitos a região mais competitiva do VALORANT mundial, a EMEA, reuniu equipes da Europa e do oriente Médio. Grandes organizações tradicionais como FunPlus Phoenix, BBL esports e Gambit esports disputaram a vaga. No entanto, as equipes classificadas foram Team Liquid e Fnatic.

Divulgação/VALORANT

A igualdade das equipes foi tanta que a final precisou de cinco mapas para definir a campeã. A Team Liquid acabou levando o título após derrotar a Fnatic por 3 a 2, em uma final equilibrada entre ambas as equipes, que lideraram seus respectivos grupos durante a competição e chegaram na final sem perder nenhuma partida. Ambas são fortes candidatadas ao protagonismo no Masters da Islândia.

Coreia – O fim de uma era e o início de outra

Quebrando uma hegemonia da Vision Strikes, que durou pouco mais de um ano, a Nuturn Gaming acabou com o sonho da equipe mais vitoriosa do VALORANT ao derrotá-los por 2 a 0 na semifinal. Após isso, a organização venceu a final por 3 a 0 contra a DAMWON Gaming, confirmando a vaga para a Islândia de forma invicta.

Divulgação / NUTURN

O jogador da equipe Kim “Lakia” Jong-min, teve boas atuações durante o Finals e conquistou o prêmio de MVP da competição, recebendo cerca de U$ 4 mil como premiação. A organização foi fundada em Janeiro deste ano e vem sendo protagonista nos campeonatos até então, foi vice-campeã do Masters da região e agora conquistou o título do Finals.

Japão – A guerra de gigantes

Crazy Raccon carimbou sua ida para a Islândia após derrotar a poderosa Absolute JUPITER; as duas equipes também protagonizaram a final do VALORANT Masters da região, onde a Crazy Raccon também conseguiu o título. Ambas brigam pelo protagonismo do Japão e se encontram em quase todas as finais dos torneios que participam. Também é um forte adversário na luta pelo título do Masters Reykjavik.

Divulgação / Riot Games

Sudeste Asiático – A soberana X10 Esports

Principal equipe do sudeste asiático, a tailandesa X10 esports domina o cenário desde sua criação em dezembro de 2020. De lá para cá foram diversos títulos, incluindo o VALORANT Masters da região e, agora, o VALORANT Challengers Finals.

Divulgação / ESL

A equipe foi campeã de forma invicta em um torneio que contou com outras 10 equipes, derrotando na final a também tailandesa Full Sense, por 3 a 1. Apesar da conquista, a região é menos tradicional nos jogos de FPS, tornando a forte equipe uma das menos favoritas para a conquista do torneio na Islândia.

América Latina – A campeã KRU esports

Em final presencial, a argentina KRU esports, enfrentou a costa-riquenha Infinity Esports e venceu por 3 a 1, garantindo assim a última vaga para o Masters da Islândia. Após quatro vice-campeonatos, e um terceiro lugar no VALORANT Masters latino americano, a KRU esports finalmente garantiu seu primeiro título e será a representante latino-americana na competição internacional chancelada pela Riot Games.

Reprodução/Riot Games

O VALORANT Masters acontecerá na Islândia na cidade de Reykjavik, contará com 10 equipes que conquistaram suas vagas por meio do VALORANT Challengers Finals em suas respectivas regiões. O torneio, que marcará a primeira competição intercontinental do VALORANT, tem previsão para começar dia 24 de maio e será disputado de maneira presencial.

Gamers Club
Parceira OFICIAL da RIOT GAMES no Brasil e tem como objetivo fomentar o cenário competitivo de VALORANT, com campeonatos e guias para você ter a melhor experiência.
Conheça a Gamers Club
Anúncio

Veja mais

Anúncio