Siga-nos

Noticias

Riot Games define regras de importação para times das franquias

Equipes só poderão contar com um jogador de fora da região da Liga disputada

A Riot Games informou que os 30 times anunciados como participantes do sistema de franquias poderão contar apenas com um jogador importado na sua line-up. O anúncio foi feito através de um comunicado oficial da desenvolvedora, onde detalha todas as regras para o circuito VCT de 2023.

Entretanto, é importante pontuar que a definição da Riot para jogadores importados não diz respeito simplesmente a jogadores de uma nação diferente da de seus companheiros. Como as ligas de VALORANT estarão separadas em regiões, o que definirá um jogador importado é um atleta de nacionalidade não inclusa na região de disputa daquela equipe.

Por exemplo, a LOUD conta com o argentino Matias “Saadhak” Delipetro na equipe. Contudo, a Argentina, bem como o Brasil, se encontram dentro da região das Américas, onde a LOUD irá disputar a Liga de franquias. Logo, a equipe brasileira não gasta sua “vaga” de importação com Saadhak.

“Os países dentro de cada uma destas regiões geográficas são um “Território da Liga”. Por exemplo, os Estados Unidos e Brasil são parte do Território da Liga das Américas e Alemanha e Nigéria são parte do Território da Liga EMEA”, diz o comunicado.

Vale ressaltar que este novo regulamento da Riot pode complicar a vida de atletas que fazem parte de times que não foram selecionados para o sistema de franquias. Isso porque elencos como os da OpTic não poderão ser adquiridos, em conjunto, por equipes de fora da região das Américas.

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo do VALORANT? Então, siga o VALORANT Zone nas redes sociais: TwitterFacebook e Instagram.

Gamers Club
Parceira OFICIAL da RIOT GAMES no Brasil e tem como objetivo fomentar o cenário competitivo de VALORANT, com campeonatos e guias para você ter a melhor experiência.
Conheça a Gamers Club

Veja mais