Siga-nos

Especial

khalil diz que participação da FURIA no Champions foi positiva e mostra otimismo quanto classificações de Keyd e Vikings

Khalil comentou que acredita totalmente no potencial do Brasil no VALORANT

A FURIA acabou perdendo para a KRÜ Esports na série de eliminação do Grupo B e eliminada do VALORANT Champions, neste domingo (5). O VALORANT Zone entrevistou o brasileiro Khalil “Khalil” Schmidt, que falou sobre a série e deu a própria perspectiva da competição.

Khalil é o jogador mais novo que participou do Champions e perguntamos se ele acha que a participação da FURIA foi positiva após o confronto com as duas equipes que terminaram no Top 8 do Masters 3 de Berlim.

Eu diria que foi bem positiva sim, a gente conseguiu tirar um mapa da Sentinels e se tivéssemos jogado melhor o primeiro mapa, a gente teria dado 2 a 0 E nesse jogo contra a KRÜ, a gente conseguiu levar o primeiro mapa, o segundo mapa a comunicação não estava lá essas coisas e no terceiro eles jogaram melhor mesmo. Com certeza essa participação foi muito boa.

Khalil ainda destacou que poderiam ter melhorado a adaptação de jogo, que se tivessem visto esse ponto contra a KRÜ teria conseguido ganhar o jogo. “Se tivesse olhado nesse ponto, a gente teria melhorado e ganho deles“, concluiu o jogador.

O jogador foi questionado sobre os ecos perdidos pela equipe e como isso impactou na série. “A gente perde muito eco. É difícil pra gente porque a gente acaba entregando muitos ecos no jogo. Jogo que tem que ser fácil se torna difícil por conta desses rounds“, disse Khalil.

No duelo contra a Sentinels, a série acabou sendo pausada por uma falha técnica logo após a FURIA fazer 5 rounds em sequência. Khalil foi bem sincero se o fato prejudicou o time, dizendo que “um pouco porque a gente estava muito no hype e estávamos sentindo muito que ia ganhar e conseguir virar, mas infelizmente é coisa que acontece. É pause técnico e não tem como voltar atrás“.

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo do VALORANT? Então, siga o VALORANT Zone nas redes sociais: TwitterFacebook e Instagram.

Por fim, para 2022, o jogador da FURIA disse que vão “estudar mais e fazer melhorias de acordo com os erros desses jogos contra Sentinels e a KRU“, destacando o foco nos estudos e análise do time. Além de dizer que acredita que a Team Vikings e a Vivo Keyd tem chances de avançar para os Playoffs. “O Brasil, eu tenho total certeza que vai ser uma das melhores regiões do FPS, a gente tem muita bala pra trocar e somos muito bons no jogo“.

Gamers Club
Parceira OFICIAL da RIOT GAMES no Brasil e tem como objetivo fomentar o cenário competitivo de VALORANT, com campeonatos e guias para você ter a melhor experiência.
Conheça a Gamers Club

Veja mais

Anúncio