Siga-nos

Especial

Jogador da NiP se junta a Davidp e questiona distribuição de vagas para o VCT

Rhyme e Ex6TenZ convesaram com o VZone sobre a retomada do NiP em 2021

Arte por VALORANT Zone com fotos de Ex6tenz e Rhyme

Jogador da NiP se junta a Davidp e questiona distribuição de vagas para o VCT

Recentemente, a Riot Games fez uma mudança na estrutura do VALORANT Champions Tour. A união de Europa, CEI e Turquia em um único regional para o VALORANT Masters que acontecerá na Islândia não agradou à comunidade local, em especial os europeus. Além disso, eles já haviam recebido o choque após a desenvolvedora anunciar que o Velho Continente só receberia duas vagas para o Mundial.

ENGLISH VERSION

Se juntando ao coro de David “Davidp” Prins, em entrevista exclusiva ao VALORANT Zone, Emir “rhyme” Muminovic, da Ninjas in Pyjamas (NiP), não se mostrou satisfeito com as alterações: “Não concordo com a distribuição das vagas. Não faz sentido misturar as maiores regiões do VALORANT“.

Já que dificilmente a Riot fará alteração no número de vagas, a NiP precisa entrar focada em todas as competições oficiais. Com diversas mudanças desde que começou a investir no VALORANT, após resultados não tão satisfatórios no início, os Ninjas conseguiram voltar para baixo dos holofotes, superando as incertezas e encaixando o jogo que ajudou a superar rivais, no momento, considerados mais fortes.

Já no começo do circuito, duas vitórias sobre a G2 Esports elevaram a confiança da equipe. Mas, para Kévin “Ex6TenZ” Droolans, pode ter sido um pouco além do limite.

Penso muito pelos meus companheiros, um pouco por mim. Eu diria que até demais para eles. Talvez nos sentimos um pouco confortáveis ​​demais no final, pode ser apenas um sentimento para ser honesto“, afirmou o belga.

Para as três regiões que são consideradas pela Riot como EMEA, serão apenas duas vagas diretas no Mundial. A disputa será intensa, mas Ex6TenZ mantém a calma. Para o capitão, o caminho que os Ninjas estão seguindo os levará para lá.

É simples, só temos que continuar e aprender com nossos erros, apenas ganhando experiência em geral. Melhorar nossos pontos fracos e mantendo nossos pontos fortes. Se pudermos ser 20% melhores que da última vez com a pequena experiência que aprendemos, algumas correções e um pouco mais de energia, podemos fazer algo melhor“, afirmou.

Rhyme vai na mesma linha de raciocínio de seu capitão.

Penso que podemos simplesmente continuar trabalhando como fazemos. Mas, desta vez, sem exagerar como fizemos no último Masters. Temos que encontrar um equilíbrio saudável entre jogar com a equipe para melhorar e jogar partidas competitivas com amigos e companheiros de equipe“, disse.

MUDANÇAS DE MENTALIDADE

Após um 2020 abaixo, a NiP renasceu para este ano com as mudanças realizadas no mês de dezembro. Um dos pontos positivos foi a contratação de Kévin “Ex6TenZ” Droolans. O belga chegou assumindo o papel de liderança e mudou algumas coisas no time.

Estruturamos nosso estilo de jogo no geral e trabalhamos em muitos tópicos importantes sobre o jogo em equipe“, disse o ex-profissional de CS:GO.

Organizamos muitas sessões de VOD onde podemos discutir juntos e compartilhar nossa experiência, melhorando nosso jogo. A ideia era colocar tempo e recursos para melhorar nosso QI de jogo em geral. Acredite em mim, ainda há muito a melhorar!“, completou.

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo do VALORANT? Então, siga o VALORANT Zone nas redes sociais: TwitterFacebook e Instagram.

Inclusive, essa estrutura criada por Ex6TenZ foi muito elogiada por rhyme. O jogador mais antigo da escalação considera a experiência do IGL fundamental para o sucesso.

As mudanças que fizemos não foram tão grandes quanto as pessoas podem pensar. O que implementamos, com a chegada do Ex6TenZ, na programação é apenas mais estrutura e jogabilidade em equipe. Ele tem experiência e sabe liderar uma equipe, e isso é o que nos fortalece. Agora o resto de nós pode se concentrar mais em nós mesmos“, afirmou o bósnio.

Rhyme também comenta sobre as primeiras formações da equipe e o que deu errado. O jogador cita períodos de maturação no VALORANT.

Para terminar nesta escalação, o NIP teve que experimentar e ver que tipo de soluções eles poderiam apresentar, e eu respeito as escolhas. Tive que me adaptar muito, mas no final aprendi muito com o processo“, disse.

ENTREVISTA EM INGLÊS / INTERVIEW IN ENGLISH VERSION

Recently, Riot Games made a change to the structure of the VALORANT Champions Tour. The union of Europe, CIS, and Turkey in a single region for the VALORANT Masters – that took place in Iceland – did not please the local community, especially the Europeans. Also, they will already receive the shock after the developer announced that the Old Continent would only receive two places for the VALORANT Champions.

Joining the crowd of David “Davidp” Prins, in an exclusive interview with VALORANT Zone, Emir “Rhyme” Muminovic, from Ninjas in Pajamas (NiP), declared was not satisfied with the changes: “I do not agree with the distribution of the vacancies. No makes sense to mix the largest regions of VALORANT”.

Understanding the difficulties of the Riot to change the number of places, NiP needs to focus on all official competitions. With several changes since they started investing in VALORANT, after not-so-satisfactory results at the beginning, the Ninjas managed to get back under the spotlight, overcoming the uncertainties and fitting the game that helped overcome rivals, who, until now, considered stronger.

At the beginning of the circuit, two victories over G2 Esports boosted the team’s confidence. However, for Kévin “Ex6TenZ” Droolans, it may have been a little over the limit.

I think a lot about my teammates, a little about myself. I would say that even too much for them. Maybe we feel a little too comfortable in the end, it may just be a feeling, to be honest”, said the Belgian.

For the three regions that are considered by Riot to be EMEA, there will only be two direct slots in the VALORANT Champions. The dispute will be intense, but Ex6TenZ remains calm. For the captain, the way that the Ninjas are following will take them there.

It’s simple, we just have to continue and learn from our mistakes, gaining experience in general. Improving our weaknesses and maintaining our strengths. If we can be 20% better than last time with the little experience we learned, some corrections, and a little more energy, we can do something better “, said IGL.

Rhyme follows the same opinion as to his captain.

I think we can just keep working as we do. But this time, without overdoing it as we did at the last Masters. We have to find a healthy balance between playing with the team to improve and playing competitive matches with friends and teammates”, exposed the player.

CHANGES IN THE MENTALITY

After a lower than expected 2020, NiP was reborn for this year with the changes made in December. One of the positive points was the hiring of Ex6TenZ. The Belgian arrived taking the leadership role and changed some things in the team.

We structured our style of play in general and worked on many important topics about team play,” said the ex CS:GO professional.

We have organized many VOD sessions in which we can discuss together and share our experience, improving our game. The idea was to put time and resources to improve our overall game IQ. Believe me, there is still a lot to improve!“, he added.

The structure created by Ex6TenZ was highly praised by Rhyme. The oldest player in the squad considers the IGL experience to be fundamental to success.

The changes we made were not as big as people might think. What we implemented, with the arrival of Ex6TenZ, in programming is just more structure and team play. He has the experience and knows how to lead a team, and that is what strengthens us. Now, the rest of us can focus more on ourselves”, said the Bosnian.

Rhyme also comments on the team’s first formations and what went wrong. The player mentions maturation periods in VALORANT.

To finish this line-up, NIP had to experiment and see what kind of solutions they could come up with, and I respect the choices. I had to adapt a lot, but in the end, I learned a lot from the process“, he said.

* Com a colaboração de Gabriel Melo

Gamers Club
Parceira OFICIAL da RIOT GAMES no Brasil e tem como objetivo fomentar o cenário competitivo de VALORANT, com campeonatos e guias para você ter a melhor experiência.
Conheça a Gamers Club
Anúncio

Veja mais

Anúncio

Mais em Especial