Siga-nos




Especial

Jacobin fala sobre composição diferente no VCB: “Acho que surpreende um pouco”

ODDIK acumulou a segunda vitória, já a TBK saiu com a derrota

No primeiro duelo desta quarta-feira (25) da segunda rodada do VALORANT Challengers Brasil 2023 (VCB), a ODDIK venceu a TBK por 2 a 1. Depois do jogo, Guilherme “jacobin” Jacob conversou com os jornalistas sobre o desempenho do time.

No confronto, a ODDIK saiu na frente depois de vencer a Ascent por 13 a 9, mas a equipe perdeu a Pearl por 13 a 10. No segundo mapa, o time estava no controle do jogo, mas um round econômico no final virou o jogo para a TBK.

“Sobre o segundo mapa, a Pearl, eu acho que o round chave foi aquele econômico que a gente tomou, foi um round que fomos jogar na B e ficamos com a comunicação muito afobada. Nos treino, a gente tem costume de quando estamos em um round um pouco mais fácil, ao invés de ativar a spike direto, a gente pega a orbe, já vamos nos preparando para o próximo round, só que a gente se atrapalhou. Não soubemos identificar a situação porque só fazemos isso quando está praticamente ganho o round, mas não estava, eles conseguiram fazer a parte do Harbor, chegaram somando. Ficou um 2×2, eles já tinham informação de mim que tinha ativado a spike e o bld não conseguiu vencer o 1×1. Acho que esse foi o round chave (do jogo).”

Bruno Alvares/Riot Games

No mapa de desempate, jacobin explicou um pouco sobre o plano de jogo da ODDIK, que trouxeram dois iniciadores para o tudo ou nada contra a TBK na rodada do VCB.

“A ideia da composição é justamente ter esse excesso de drone pra você conseguir dominar mais regiões e até ao mesmo tempo. A mais comum é só um iniciador, ela tem muito poder pra brigar por uma região só e normalmente você domina ela, se quiser, no ataque. Com essa composição (com dois iniciadores), a gente consegue tanto brigar pelo domínio na primeira parte da A, quanto no domínio da ‘double’ e, logicamente também, eu acho que sai um pouco da zona de conforto dos outros times. Eu não vejo outras equipes com essa composição, acho que surpreende um pouco.”

Para representar a TBK na coletiva, Davi “chase” Mello participou da entrevista. Depois da derrota, o jogador explicou um pouco sobre a sua visão do jogo e o que faltou para vencerem a partida.

“Acho que não conseguimos nos adaptar ao meio do jogo na composição deles, eles vieram com uma proposta, foi a mesma ‘comp’ no último jogo, mas a gente não soube se adaptar. Cometemos alguns erros que não podíamos e eles souberam punir.”

Bruno Alvares/Riot Games

Na série, chase teve um desempenho impecável e terminou a MD3 com um ACS de 270, rating de 1.15 e 63 eliminações no total. Apesar da boa apresentação, o atleta foi modesto e afirmou que isso faz parte da sua função na equipe.

“Sem duvidas é muito importante você ter confiança nos seus parceiros porque você sabe que pode fazer um pick mais agressivo, tentar uma jogada mais arriscada que, mesmo se você morrer, você sabe que vai dar pra ganhar o round ainda. É a minha função de duelista buscar o jogo.”

Os próximos jogos do VCB acontecerão na quarta e quinta-feira (1 e 2). A TBK vai enfrentar a RED Canids, a ODDIK vai jogar contra a 00Nation, que ainda não venceu no campeonato.

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo do VALORANT? Então, siga o VALORANT Zone nas redes sociais: TwitterFacebook e Instagram.

Anúncio

Veja mais