Siga-nos

Especial

First Strike: Nyang e kon4n relembram o primeiro presencial de VALORANT no Brasil

Na decisão, a Gamelanders levou a melhor sobre a paiN Gaming e levantou o troféu

Quinta-feira, 3 de dezembro de 2020. Esse foi o dia no qual o Brasil pôde assistir pela primeira vez o VALORANT sendo jogado presencialmente. Isso porque o estúdio da Riot Games, em São Paulo, recebeu o First Strike Brasil. Ali, sete equipes – que eram para ser oito -, não disputaram somente uma premiação total de R$200 mil. Elas disputaram a chance de levantar o primeiro troféu físico da história do novo FPS.

Como citado acima, a competição deveria ter sido jogada por oito equipes. Entretanto, a Vorax teve que abrir mão da participação após dois jogadores terem sido diagnosticados com Covid-19. Guilherme “nyang” Coelho, jogador da Gamelanders, disse no especial do VALORANT Zone que “analisando agora, um ano depois, acredito que o ún‭ico time que poderia ganhar de nós naquele momento era a Vorax”.

Reprodução / Riot Games

Para quem pôde estar lá, o sentimento era indescritível. Vitor “kon4n” Hugo era jogador da paiN Gaming naquela ocasião. O atleta, que também conversou com o VALORANT Zone, disse que estar presente no presencial “foi um sentimento muito bom, tanto por ser a primeira LAN que ia rolar no Brasil e também por poder sentir como o VALORANT ia ser jogador presencialmente“.

Nyang também comentou sobre a sensação de pisar no palco para jogar VALORANT pela primeira vez. O jogador disse que “foi inesquecível. Como o próprio nome indica, foi o primeiro campeonato de uma nova fase pro cenário do FPS nacional e voltar a competir presencialmente é uma sensação completamente diferente e muito mais emocionante”.

Caminho até a decisão

Naquele ano, ninguém foi mais absoluto do que a Gamelanders. Prova disso é o caminho da equipe até a grande final do First Strike. A equipe comandada pelo talento de Leonardo “mwzera” Serrati passou por todos os adversários vencendo por dois mapas a zero.

Porém, engana-se quem acha que foi fácil. Inclusive, para Nyang, o momento mais marcante do campeonato aconteceu na semifinal contra a B4. “O momento mais marcante foi a virada contra a B4 na Ascent. Começamos perdendo de 6 a 0 e, após um pause, voltamos a jogar de maneira agressiva e conseguimos buscar o mapa”, relembrou.

Para a paiN Gaming, as coisas foram um pouquinho mais difíceis. O time acompanhado de toda a agressividade de Murillo “murizzz” Tuchtenhagen derrotou a Imperial por 2 a 1 e venceu a Havan Liberty por 2 a 0 para chegar à decisão.

Grande Final

Domingo, 6 de dezembro de 2020. Nesse dia, exatamente às 17h, Gamelanders e paiN Gaming subiam ao palco para disputar a grande final do primeiro evento presencial de VALORANT no Brasil. Para Kon4n, esse foi o momento mais marcante de todo o campeonato:
“Muitos momentos foram marcantes, mas o que mais me marcou foi a final. Foi minha primeira final presencial e a adrenalina e emoção que eu senti de estar ali foi muito boa, mesmo tendo perdido. Eu fiquei feliz só de estar ali”, revelou.

Bruno Alvares/Riot Games

Por fim, a Gamelanders acabou levando a melhor e levantou o troféu após vencer a paiN Gaming por 3 a 1. Esse foi o sétimo título da equipe naquele ano. Um título que marcou toda a soberania da Gamelanders até ali.

Fique por dentro de tudo que rola no cenário de VALORANT acompanhando o VALORANT Zone nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.






Gamers Club
Parceira OFICIAL da RIOT GAMES no Brasil e tem como objetivo fomentar o cenário competitivo de VALORANT, com campeonatos e guias para você ter a melhor experiência.
Conheça a Gamers Club
AS MELHORES ODDS
Carregando...
Ocorreu um erro ao carregar as partidas. Por favor, tente novamente.
Nenhuma partida encontrada
18+ Jogue com responsabilidade. Odds sujeitas a alteração

Veja mais

Anúncio