Siga-nos

Noticias

Dev1ce critica VALORANT por conta de cheaters e pede solução à Riot

Dinamarquês eleito melhor do mundo em 2018 no CS não gostou do que viu

VALORANT tem feito grande barulho e atraindo diversos jogadores de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO). Um desses foi Nicolai “dev1ce” Reedtz, da Astralis. Porém, o segundo melhor do mundo em 2018 não teve uma experiência muito boa no jogo da Riot Games. O dinamarquês fez duras críticas nas redes sociais quanto os muitos cheaters que pegou na série de partidas que jogou. E de acordo com o atleta, os adversários não viam problema em admitir estar usando trapaças.

Duas críticas sobre VALORANT. Muitos cheaters. Fui chamado várias vezes de trapaceiro e que eu estava ‘ligado’. Depois, muitos dos jogadores nas minhas partidas admitiram abertamente que estavam usando [cheats]. Equipes completas também jogam ranked. Aprendam com o LoL. Façam filas para equipes“, escreveu.

Outra reclamação feita por dev1ce é a possibilidade de integrantes de uma equipe poderem jogar ranked juntos, deixando o jogo desigual.

Um usuário respondeu o dinamarquês, questionando sobre esses mesmos problemas existirem no CS:GO. Rapidamente, dev1ce replicou afirmando que jogadores profissionais não jogam o matchmaking, somente servidores alternativos como ESEA e FACEIT.

Até o momento, nenhum responsável pelo VALORANT respondeu o dinamarquês.

HISTÓRICO DE BANIMENTOS

Desde que o jogo começou, o anti-cheat do VALORANT, chamado de Vanguard, pegado diversos trapaceiros. Recentemente uma partida do desenvolvedor do game Salvatore “Volcano” Garozzo foi finalizada após um cheater ser detectado.

Outro que teve a partida finalizada foi o ex-profissional de CS:GO Spencer “Hiko” Martin. Durante uma transmissão ele foi surpreendido a mensagem de “Hacker detectado”, o que levou a comemoração.

RECOMPENSAS E VANGUARD

A Riot Games está recompensando com até $100 mil dólares aqueles que encontrarem falhas no anti-cheat de VALORANT. A ação tem como objetivo garantir que sistema não seja facilmente burlado e, consequentemente, melhorar as experiências dos jogadores.

A medida foi revelada poucos dias após a desenvolvedora ter conhecimento e banir o primeiro cheater do jogo. A Riot teve conhecimento do fato pelo Twitter, em uma publicação feita pelo ex-profissional de Call of Duty e PUBG, Phantasy.

Desde 7 de abril, América do Norte, Comunidade dos Estados Independentes (CEI), Europa e Turquia são as regiões que já estão participando da fase beta. No Brasil, o jogo chegará para ser testado em 5 de maio.

Gamers Club
Parceira OFICIAL da RIOT GAMES no Brasil e tem como objetivo fomentar o cenário competitivo de VALORANT, com campeonatos e guias para você ter a melhor experiência.
Conheça a Gamers Club

Veja mais

Anúncio