Siga-nos

Noticias

Conheça a ZETA Division, próxima adversária da Vivo Keyd no VALORANT Masters

Equipe disputará partida decisiva contra os brasileiros nesta terça

Arte por VALORANT Zone com foto de Riot Games

Conheça a ZETA Division, próxima adversária da Vivo Keyd no VALORANT Masters

Após perder na estreia por 2 a 0 contra a Envy, a Vivo Keyd disputará, nesta terça-feira (14), uma partida que vale a sobrevivência no VALORANT Masters de Berlim. Às 13h (de Brasília) a equipe brasileira jogará contra os japoneses da ZETA Division — atual campeã do VALORANT Challengers da região.

Com o novo formato de fase de grupos do VALORANT Masters, a equipe brasileira precisa vencer a próxima partida para continuar com chances de classificação para o mata-mata. Sendo assim, o VALORANT Zone preparou um “guia” com tudo sobre a ZETA Division.

O CAMINHO DA ZETA

A ZETA Division se classificou após vencer a rival Crazy Racoon por 3 a 2 em uma equilibrada disputa na final do Challengers Japão. Apesar da derrota na partida de estreia no VALORANT Masters de Berlim para a KRÜ, a organização vem de um bom período, estando em segundo no raque do VALORANT Champions Tour do Japão.

O caminho da ZETA Division para a classificação para o VALORANT Masters foi relativamente tranquilo. A equipe venceu praticamente todos os adversários sem perder nenhum mapa. Com exceção do embate contra a Northeption, onde perdeu por 2 a 1 e da grande final, onde venceu a MD5 por 3 a 2.

ORIGEM DA ZETA

Atualmente figurando como a segunda potência do VALORANT japonês, a ZETA Division começou no FPS da Riot Games com o nome de Absolute JUPITER. O “JUPITER” era uma nomenclatura para definir uma subdivisão da organização de Counter-Strike, que na época defendia a tag de Absolute.

O nome e a identidade visual da organização foi alterado para ZETA Division em julho de 2021, com a justificativa de revitalização da marca e torná-la mais global. Os responsáveis pela mudança trouxeram um slogan que mostrava que apesar das mudanças visuais, a presença no esports se manteria: “novo nome, novos rostos, mesma visão”.

A organização possui equipes vitoriosas em diversos jogos, destacando-se os games de FPS como Counter Strike, Call of Duty e, claro, VALORANT. Além disso, investe em criadores de conteúdo voltado ao mundo dos esports. Curiosamente, a ZETA Division também possui uma marca de roupas e acessórios, onde vende itens que nem sempre tem relação ao mundo dos games.

Com seis jogadores a organização mantém praticamente a mesma formação desde sua criação no VALORANT, vindo para o VALORANT Masters de Berlim com os seguintes jogadores:

Japan Koji “Laz” Ushida 
JapanTomoaki “crow” Maruoka
Japan Shogo “takej” Takemori
Japan Ryu “Reita” Oshiro
Japan Akatsuki “makiba” Miyamoto

Japan Ryo “barce” Takebayashi – reserva

Japan Sawada “JUNiOR” Yuya – Coach
Japan Hibiki “XQQ” Motoyama – Coach

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo do VALORANT? Então, siga o VALORANT Zone nas redes sociais: TwitterFacebook e Instagram.

DADOS DE MAPAS E AGENTES

Considerando todos os torneios competitivos que a organização disputou, o VALORANT Zone fez uma análise detalhada para elucidar os principais mapas e agentes utilizados pela ZETA Division no último ano de VALORANT. A equipe se mantém com boa taxa de vitória em quase todos os mapas disponíveis.

  • Bind: 28 vitórias e 6 derrotas (82%), com mais sucesso na defesa (60%)
  • Haven: 28 vitórias e 11 derrotas (72%), como mesmo desempenho em ataque e defesa (58%)
  • Split: 10 vitórias e 1 derrotas (91%), com mais sucesso na defesa (70%)
  • Ascent: 39 vitórias e 11 derrotas (78%), com mais sucesso na defesa (59%)
  • Icebox: 7 vitórias e 3 derrotas (70%), com mais sucesso na defesa (63%)
  • Breeze: 3 vitórias e 1 derrotas (75%), com mais sucesso no ataque (73%)

A organização possui um bom retrospecto em praticamente todos os mapas jogáveis no competitivo de VALORANT, com destaque ao retrospecto na Split, onde a ZETA Division tem mais de 90% de taxa de vitória. O ponto mais fraco é a Icebox onde a equipe japonesa tem um aproveitamento de 70%. Vale ressaltar que o mapa Fracture ainda não está sendo utilizado no modo competitivo.

Agentes e composições:

Devido as mudanças de meta ao redor do mundo, foi considerado como base as composições utilizadas pela organização durante a participação no VALORANT Challengers Japão, já que os dados poderiam ser menos precisos se considerado todo o histórico de agentes utilizados desde o início da equipe no competitivo.

Apesar da alta rotatividade de agentes a “espinha dorsal” da composição se mantém. Considerando as estatísticas, foi utilizado em mais vezes as seguintes composições:

  • Bind
    Astra, Breach, Jett, Raze e Skye
  • Haven
    Astra, Beach, Reyna, Jett e Sova
  • Split
    Brimstone, Jett, Sage, Skye e Viper
  • Ascent
    Astra, Jett, Kay/o, Reyna e Sova
    Astra, Jett, Breach, Reyna e Sova
    Astra, Jett, Skye, Reyna e Sova
    Astra, Jett, Skye, Kay/o e Sova
    Jeett. Kay/o, Omen, Reyna e Sova
  • Icebox
    Jett, Reyna, Sage, Sova e Viper
  • Breeze
    Cypher, Jett, Skye, Sova e Viper

*No mapa Ascent a organização utilizou composições diferentes em cada uma das partidas.

A equipe costuma mudar a composição em cada situação. Em sua participação no Challengers utilizou onze combinações de agentes durante a competição. Para meio comparativo, no VALORANT Masters de Berlim a equipe disputou três mapas e usou três combinações diferentes de agentes.

A ZETA Division jogará contra a brasileira Vivo Keyd nesta terça-feira (14), a partida tem horário previsto de início às 13h no horário de Brasília. O jogo será um tudo ou nada para ambas as equipes, pois as duas perderam seus jogos de estreia e uma derrota significará o fim da linha na competição.

Gamers Club
Parceira OFICIAL da RIOT GAMES no Brasil e tem como objetivo fomentar o cenário competitivo de VALORANT, com campeonatos e guias para você ter a melhor experiência.
Conheça a Gamers Club
Anúncio

Veja mais

Anúncio

Mais em Noticias