Siga-nos

First Strike

Atuações: pAncada elétrico e “máquina” Veroneze assegura paiN na semifinal do First Strike

B4 garantiu vaga na final após um atropela pra cima da Nino One

Arte/VALORANT Zone

Atuações: pAncada elétrico e “máquina” Veroneze assegura paiN na semifinal do First Strike

O segundo dia de First Strike no Brasil foi marcado pelo encerramento da série entre Nimo One e B4. Depois de um show de Alexandre “xand” Zizi e companhia, paiN Gaming e Imperial fizeram um jogo extramente equilibrado. Confira as notas:

NIMO ONE 0 VS 2 B4 ESPORTS

NIMO ONE

  • Gabriel “cpx” Cruz
    Fez um primeiro mapa razoável e foi o único que conseguiu fazer alguma coisa no desastre que foi a Ascent. Nota: 4
    Lucas “ntk” Martins
    Se destacou no lado ofensivo da Split fazendo boas aberturas do spikesite. Já na Ascent, não encaixou seu jogo. Nota: 4,5
  • Joaquim “champzera” Alves
    Contribuiu ofensivamente na Split com suas habilidades. Também tentou fazer alguma coisa diferente na Ascent, mas sem sucesso. Nota: 4,5
  • Henrique “Maverick” Tozatto
    Jogando de Breach foi peça-chave para aberturas de spikesite com seu estopim. Mas defensivamente ficou devendo. Nada deu certo para ele na Ascent. Nota: 4
  • Brenno “Zapy” Roberto
    Sua Jett foi pouco eficaz nos dois mapas. Mesmo assim, garantiu bastante eliminações. Nota: 4,5

B4 ESPORTS

  • Alexandre “xand” Zizi
    Um pouco apagado no primeiro mapa, Xand acordou no segundo. Confiante, ia para cima do adversário na certeza que conseguiria a eliminação. Nota: 8
  • Leandro “frz” Gomes
    Regular nos dois mapas. Foi mais importante de Breach na Split, quando seu time perdeu apenas uma rodada atacando, que de Sova na Ascent. Nota: 8
  • Bryan “pANcada” Luna
    Assim como xand, chamou a responsabilidade de Raze. Acelerou as jogadas, principalmente na Split. Nota: 8,5
  • Wellington “akemy” Martins
    Por fazer um papel mais tático não teve tanto destaque na partida. Trabalhou bem suas habilidades e ajudou nos abates quando necessário. Nota: 7,5
  • Vinicius “v1nNy” Gonçalves
    Nos momentos mais difíceis da partida, chamou a responsabilidade de garantiu as kills. Não teve muito trabalho na Ascent. Nota: 8,5

PAIN GAMING 2 VS 1 INGAMING

PAIN GAMING

  • André “Txozin” Saidel
    Txozin fez uma atuação regular em todos os três mapas. Atuando de Omen, ainda tentou salvar a equipe da derrota na Haven. Nota: 6,5
  • Vitor “kon4n” Hugo
    Fez uma Bind regular, aparecendo quando foi necessário. Sua atuação na Haven foi desastrosa. De Phoenix, pouco conseguia fazer para segurar os spikesites. Já na Split, foi fundamental de Breach. Desde o primeiro momento, mostrou que suas habilidades seriam fundamentais para superar o adversário. Nota: 6
  • Murillo “murizzz” Tuchtenhagen
    Muita talentoso, murizzz sofreu ao jogar de Sova na Bind. Sua Jett funcionou nos outros mapas, apesar da derrota na Haven. Nota: 7
  • Matheus “matheuzin” Brito 
    Trabalhou bem nos mapas que utilizou o Cypher. Além de abusar de suas habilidades, garantia abates com bom posicionamento. Além disso, chamou a responsabilidade da LAN e gritou muito. Nota: 7
  • Vinícius “Veroneze” Ribeiro
    O principal jogador da paiN na série. Foram 59 abates em três mapas, uma verdadeira máquina. Mesmo em momentos complicados tentava decidir a favor de sua equipe. Tanto é que foi o jogador que mais conseguiu múltiplos abates na série. Nota: 8

INGAMING

  • Kayke “evilkyk” Arrais
    Apagado no primeiro mapa, acordou no segundo com uma eliminação atrás da outra. Porém, deveu muito com sua Killjoy na Split. Nota: 6,5
  • Sergio “txddy” Francisco
    Jogou muito bem de Cypher nos dois primeiros mapas, apesar de ter perdido a Bind. Faltou muito do agente na Split, que resultou na derrota. Nota: 6
  • Lucas “rst” Franco
    Jogando de Omen foi peça fundamental principalmente no mapa vencido por sua equipe. No mapa decisivo, Split, tentou usar suas habilidades muitas vezes em redomínios, mas sem sucesso. Nota: 6
  • Arthur “tuyz” Andrade
    Jogando apenas com duelistas, tuyz foi pouco para os combates iniciais. Na Haven encaixou seus avanços e conseguiu muitas eliminações. Nota: 6
  • João Victor “Biscoit1n” Vieira
    Biscoit1n ficou apagado em boa parte da série. Foi destaque no último mapa, tentando reverter uma situação complicada. Nota: 6,5

Gamers Club
Parceira OFICIAL da RIOT GAMES no Brasil e tem como objetivo fomentar o cenário competitivo de VALORANT, com campeonatos e guias para você ter a melhor experiência.
Conheça a Gamers Club
Anúncio
Anúncio

Veja mais

Anúncio

Mais em First Strike