Siga-nos

Especial

Ano Um: Vidas mudadas pelo VALORANT

nicolino, naxy, fznnn, tayhuhu e mittens deram depoimentos sobre o quanto o FPS foi importante para as próprias carreiras

Arte por VALORANT Zone com fotos de Riot Games, INTZ, Havan Liberty

Ano Um: Vidas mudadas pelo VALORANT

O VALORANT completou um ano de vida nessa quarta-feira (2) e, ainda comemorando o primeiro aniversário do FPS da Riot Games, o VALORANT Zone colheu depoimentos de cinco importantes nomes do cenário brasileiro sobre o quanto tiveram as vidas mudadas com a chegada do título.

Perfeito” foi a palavra que Fernando “fznnn” Cerqueira, da Gamelanders, utilizou para classificar o primeiro ano do FPS: “Pra mim, foi o ano em que mais me dediquei porque eu queria voltar a competir, estar em alto nível. Está sendo muito bom porque deixei de fazer muita coisa para estar aqui hoje. Estou no caminho certo“.

Companheira de organização e uma das líderes da Gamelanders Purple, Ana “naxy” Beatriz apontou a importância do VALORANT para a vida não só dela mas dos demais personagens presentes no cenário porque o jogo foi “deu oportunidade para pessoas que não tinham se encontrado e se destacado” em outros games.

Quando lançou o VALORANT eu fiquei apaixonada pelo jogo e comecei a fazer stream. Veio um público muito legal na minha live e eu cresci bastante graças a isso. Fazia muito tempo em que eu não competia. Então, me despertou muito grande de voltar a competir. O VALORANT foi isso pra mim, virar uma jogadora profissional e uma streamer foi graças ao jogo”, afirmou Taynah “tayhuhu” Yukimi da Fire Angels.

Integrante da Havan Liberty feminina, Diana “mittens” Trevisan revelou que o FPS da Riot Games chegou “em uma época em que eu já tinha desistido da carreira de CS. Ele veio para mostrar que eu ainda posso seguir esse caminho de jogadora profissional, que é um sonho que eu ainda posso alcançar e viver. Acredito que mudou minha vida nesse sentido“.

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo do VALORANT? Então, siga o VALORANT Zone nas redes sociais: TwitterFacebook e Instagram.

Outro que teve sonhos realizados por conta do VALORANT foi o narrador Nícolas “Nicolino” Emerenciano, que disse que o FPS “mudou a minha vida realizando meu grande sonho de estar na Riot. Quando eu comecei a narrar eu tinha esse sonho e, por mais que eu narrasse de forma profissional, já vivesse disso antes, realizar esse sonho de estar na Riot só foi possível por conta do jogo e eu estou muito feliz por isso.

fznnn, Naxy, tayhuhu, mittens e Nicolino também comentaram sobre que gostariam de ver no próximo ano do VALORANT, como melhorias e novidades.

Gamers Club
Parceira OFICIAL da RIOT GAMES no Brasil e tem como objetivo fomentar o cenário competitivo de VALORANT, com campeonatos e guias para você ter a melhor experiência.
Conheça a Gamers Club
Anúncio

Veja mais

Anúncio

Mais em Especial