Siga-nos

Especial

A visão de VALORANT por jogadores de Rainbow Six Siege

Atletas discutiram sobre a possibilidade do FPS da Riot “roubar” jogadores do da Ubisoft

Arte por VALORANT Zone com fotos de Ubisoft

A visão de VALORANT por jogadores de Rainbow Six Siege

Desde que chegou, mesmo em fase beta, VALORANT vem atraindo olhares de jogadores de diversas modalidades dos esports. E uma delas é do Rainbow Six Siege visto as semelhanças entre os dois FPS, com o da Riot Games possuindo os gadgets – como drones e camêras -, que ficaram famosos no da Ubisoft.

Dado tudo isso, o VALORANT Zone conversou com jogadores de Rainbow Six que competem no Brasil para saber quais são as opiniões deles quanto ao VALORANT.

Quando perguntado sobre o principal motivo do jogo ser tão divertido, Wagner “wag” Alfaro ressalta a liberdade que possui: ”O potencial de você conseguir fazer jogadas incríveis, independente da sua função dentro do game, é algo animador. Não consigo pensar em algo ruim no jogo, já que a Riot faz um ótimo trabalho ouvindo seus jogadores para lançar buffs e nerfs. Talvez o sistema de spray deva ser aprimorado, mas fora isso, é uma ótima fase beta.

WAG rasgou elogios à Riot nessa fase beta | Foto: Gui Caielli/Ubisoft

Sobre o VALORANT atrair jogadores de outras modalidades, como Overwatch, Paladins e CS:GO, perguntamos sobre a possibilidade de migrarem do Rainbow Six para o novo FPS da Riot:

”O game tem potencial necessário para ser grande, mas acho que “roubar” é uma expressão muito forte. Obviamente, VALORANT terá público vindo de outros jogos, mas não acho que isso faça a galera abandonar os games mais antigos. Acredito que se um game é deixado de lado, isso é culpa total da sua própria desenvolvedora”

Wag também completa sobre como é a adaptação de quem vem do R6: ”Acho que não existe essa vantagem por parte dos jogadores de Rainbow Six, sendo que é um FPS totalmente diferente. Penso que os jogadores de CS se adaptarão mais rapidamente, visto que o VALORANT é mais puxado pra esse lado clássico de movimentação do CS. Os “gadgets” são só um elemento a mais

Finalizando, diz que o hype pra cima do novo FPS da Riot não é exagerado: ”O hype existe por ser novo, mas não tira o fato de ser um ótimo jogo. Digo por mim, fazia tempo que eu não passava tantas horas jogando algum jogo. A Riot está fazendo um trabalho excepcional com VALORANT. Vamos torcer pra continuarem nesse caminho”.

Luis “Lipezord” Filipe diz que vê grande diferença entre os dois jogos, mas que adaptação não é difícil: ”Apesar de ser um jogo diferente do R6, mesmo sendo FPS, jogadores de outros jogos terão mais vantagens para se adaptar. Porém, com dedicação e estudo tudo fica mais fácil. Inclusive, já conheço alguns jogadores que migraram e estão bem adaptados ao VALORANT

Além disso, diz que as semelhanças nos gadgets pode beneficiar quem vem do R6: ”Pelo fato do Rainbow Six ser bastante conhecido pelos seus gadgets, e isso influenciar muito no jogo, acaba sendo mais fácil pra quem vem do R6, já que sabemos como e quando usar as habilidades.”

Psycho ressalta massividade no R6 e qualidades do VALORANT | Foto: Saymon Sampaio/BBL

Presente no cenário de R6 desde o início, Gustavo “Psycho” Rigal fala sobre primeiras impressões do VALORANT: ”O jogo tem uma integridade competitiva como nenhum outro. Todas as trocações são justas, sem ”head glichts”. As principais coisas que não gostei foram os constantes drops de FPS, e a demora que está tendo para os banimentos acontecerem, seja dos hackers ou dos tóxicos. Além disso, também mudaria diversas coisas modo espectador do jogo, tentaria aproximar mais de como é no CSGO

Sobre a possível migração de jogadores do FPS da Ubisot para o novo jogo da Riot: ”Acho que sim, atualmente o R6 vem se tornando massivo e sem incentivo para os jogadores mais novos, além dos constantes problemas com hackers. Se a Riot conseguir contornar todos esses problemas e criar um cenário onde o competitivo seja estimulado, muita gente vai migrar.

O atleta também disse que vê o jogo atraindo novos jogadores, inclusive do R6, mas ao mesmo tempo, as divergências entre os estilos podem afastar os jogadores: ”Creio que se ”roubar”, vão ser poucos, visto que o R6 é um jogo bem diferente, e acaba tendo peculiaridades que o VALORANT não tem. E isso com certeza acaba afastando os jogadores de Rainbow. Por exemplo, no R6 os jogadores acabam usando muito o mapa a seu favor, enquanto no VALORANT não. Porém mesmo assim o jogo tem um potencial gigantesco e com certeza atrairá diversos jogadores.

Por fim, o jogador diz sobre o hype que o VALORANT vem tendo: Ӄ uma mistura de ser um jogo completamente novo e ser bom, eu pelo menos gostei muito de jogar, apesar dos problemas presentes por ser uma fase beta.

Anúncio

Veja mais

Anúncio

Mais em Especial