Siga-nos
Protocolo Gêneses

Especial

5 jogadoras para se observar no Protocolo Gêneses

A lista foi montada com as opiniões de quatro analistas de VALORANT

Arte por VALORANT Zone

5 jogadoras para se observar no Protocolo Gêneses

A primeira fase do Protocolo Gêneses, torneio da Gamers Club em parceria com a Riot Games e que faz parte do circuito Game Changers Series, acontece entre os dias 25 e 28 de março.

+ 10 habilidades de Overwatch que poderiam funcionar em VALORANT
+ Vice do Masters europeu, niesoW desfalca elenco da Heretics temporariamente

Como parte da cobertura do torneio feita pelo VALORANT Zone, a reportagem listou cinco jogadoras para ficar de olho na competição. Para isso foi levado em consideração as opiniões das seguintes analistas: Bárbara “Saeky” Santos, Vanessa “Nessy” Paccico, Vitória “VIICK” Micheleto e Stephanie “Stephh” Silva.

Ao todo, 16 jogadoras foram mencionadas somando a lista das quatro profissionais, então o VALORANT Zone filtrou para as cinco mais votadas, mas adicionou menções honrosas a outras jogadoras no final da matéria.

1 – ANA “ANINHA” LUIZA

A Aninha Triste foi um dos nomes mais destacados, principalmente pela performance da jogadora no duelo contra Gamelanders pelas quartas de final da WCF Masters. Aninha teve o maior KDA (1,8) da partida, com 52 abates e 38 mortes, além de 18 assistências.

Após eliminar a preferida do público em uma MD3 eletrizante e com um KDA dominante em relação ao restante de seu time, a completer foi para mim uma das grandes revelações. Independente de qual time venha a se inscrever para o Protocolo Gêneses, eu ficaria de olho em sua participação“. disse Saeky.

Stephh também adicionou a Aninha em sua lista e destacou a habilidade da jogadora com a Sage. “Contrariando todas as expectativas de uma Sage defensiva, a Aninha era agressiva, pegava abates importantes e não deixava o adversário jogar. As habilidades eram sempre bem utilizadas, dificultando as entradas e os retakes dos inimigos“.

2 – LEO “ORI” DAMASCENO

Ori, da Seirin, foi mais uma que recebeu dois votos entre as quatro analistas. A jogadora começou a temporada com o pé direito. Apesar de ter iniciado com o vice-campeonato da VK Girls Championship, a Ori foi eleita uma das melhores jogadoras do torneio, conseguindo 1734 de PMC total e média de 216.7.

Ori brilhou ao longo do torneio da VK ao se revezar entre Sova e Raze. Entretanto, o agente russo foi bastante elogiado por Nessy, que colocou Ori como o primeiro nome de sua lista.

Consegue auxiliar sua equipe com suas ótimas flechas e com sua inteligência na hora de encontrar e eliminar seus inimigos. Conseguiu fazer uma excelente campanha nos últimos campeonatos com sua equipe, sempre sendo um dos destaques pelo constante bom rendimento. Certamente será um dos pontos altos desse campeonato.

3 – LARA “LARISCHZ” CORREA

A integrante da LadiesAIM também conquistou o espaço entre as cinco jogadoras para serem observadas no Protocolo Gêneses. A argentina, que reveza as preferências entre Omen e Killjoy, recebeu um prêmio de EVP VK Girls Championship, encerrando a competição com a segunda maior média de PMC (258,2) e liderou no quesito First Kills (48 eliminações).

Ela segue sempre está muito próxima em KDA e PMC das duelistas principais. Sempre fazendo um bom setup com Killjoy e com uma mira afiadíssima, vejo Larischz como um fator extremamente forte para a LadiesAIM, merecendo os olhares atentos da galera“, afirmou Saeky.

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo do VALORANT? Então, siga o VALORANT Zone nas redes sociais: TwitterFacebook e Instagram.

A jogadora também recebeu uma enxurrada de elogios da Nessy, que destacou a versatilidade da argentina em jogar com duas classes de personagens e também a inteligência para encaixar jogadas individuais.

Laris vem sempre apresentando boas performances individuais e fornecendo segurança e suporte para sua equipe. É uma jogadora extremamente inteligente, que joga muito bem em equipe, mas que consegue reconhecer e aproveitar os timings certos para agir isoladamente. Atenção, adversárias, para não serem pegas desprevenidas pelo seu lurker inteligentíssimo.

4 – TAYNA “TAYHUHU” YUKIMI

A INTZ é uma das principais equipes do cenário feminino de VALORANT, com boas peças individuais. Apesar de todas terem habilidade para aparecer na lista, Tayhuhu foi a escolhida para ingressar entre os cinco nomes do Protocolo Gêneses. Stephh explicou o motivo da escolha da jogadora.

Sempre comento do Breach da Tayhuhu porque o estrago que ela fez com o agente na minha primeira partida como comentarista de VALORANT foi inesquecível. Ela foi fundamental para vitória da INTZ, já que soube usar muito bem as habilidades do agente, além de ser braba na bala.

Ela teve boa participação na Women’s Community Festival 2021, mas os números vem brilhando na WCF Masters. Até o momento, a brasileira soma 211 de média de PMC e 1,9 de KDA em cinco mapas disputados.

5 – GABRIELA “GABIT” TAVES

A última jogadora separada na lista foi a representante da Number6. A controladora do time possui média de 176 de PMC e 1,45 de KDA no torneio da WCF Masters. A jogadora foi um dos principais nomes ressaltados por VIICK, que elogiou a frieza de Gabi nos momentos de clutch.

Jogando majoritariamente de Omen, a inteligente jogadora da Number 6 se destaca, principalmente, em situações de desvantagem. Possui muita habilidade e desenvoltura com seu agente preferido e ajuda seu time, que geralmente conta com duas duelistas, a ganhar espaço e tirar a visão dos adversários. Com certeza uma jogadora a ser observada.

MENÇÕES HONROSAS

  • Carolina “Shizue” Miranda

Jogadora de alta versatilidade, conseguindo ser impactante como duelista e sentinela. Se adapta com tranquilidade ao seu time e suas necessidades. Cumpre um papel importante na hora de realizar leituras e jogadas importantes para garantir que o time consiga se manter dominante“, opinião de VIICK

  • Natália “daiki” Vilelas

A Daiki e o Sova foram feitos um para o outro. É incrível as inúmeras quantidades de spots e abates que a jogadora consegue com o agente, muitas vezes sem se expor. Ela está sempre garantindo vantagens importantes para o seu time porque coleta as informações que facilitam o trabalho dos duelistas e até mesmo o dela“, opinião de Stephh

  • Isabelle “isa1” Glym

“A jogadora Vikings merece espaço e lugar nessa lista. Isa1 deu trabalho (e muito) nas quartas de final contra a INTZ, usando e abusando do já conhecido combo de Jett+Operator, com muita mira e ótima movimentação. Isa fez acontecer diversos clutchs durante as quartas”, opinião de Saeky.

Gamers Club
Parceira OFICIAL da RIOT GAMES no Brasil e tem como objetivo fomentar o cenário competitivo de VALORANT, com campeonatos e guias para você ter a melhor experiência.
Conheça a Gamers Club
Anúncio

Veja mais

Anúncio

Mais em Especial